Emissão Online Direto ·
14.02.2017

Um caso sério de brincadeira: Carnaval de Torres Vedras 2017

Em Torres Vedras está tudo a postos para a realização do "Carnaval mais português de Portugal". De 24 de fevereiro a 1 de março, a cidade vai fervilhar com tanta folia. "Brinquedos e Brincadeiras" é o tema de 2017 deste Carnaval, onde se esperam cerca de 350 mil pessoas. Corso escolar, corsos diurnos e corsos noturnos; carros alegóricos de grandes dimensões; grupos de mascarados; matrafonas; Zés Pereiras; cabeçudos; muita música... tudo boas razões para visitar o único Carnaval do país onde todos fazemos a festa, onde todos somos atores! Entre "brinquedos e brincadeiras", em Torres Vedras o Carnaval é um caso sério de criatividade, espontaneidade e sátira política e social.

 

Sexta-feira, 24 de fevereiro, arranca cedo, às 09h30, com a realização do tradicional Corso Escolar, no qual participarão cerca de 7200 alunos, acompanhados por 950 auxiliares e professores, de 78 estabelecimentos de ensino do concelho de Torres Vedras. Este é um dos corsos mais concorridos do Carnaval, com toda a família a querer assistir ao desfile destas pequenas grandes figuras. Com música no pé e uma alegria contagiante, as nossas crianças mostram com orgulho o trabalho que realizaram na escola e mostram que é de pequenino que se "entranha o bichinho".
A cerimónia de entronização de Suas Altezas Reais, os Reis do Carnaval de Torres Vedras, acontece a partir das 22h30, com partida da Estação de Comboios, cortejo pelo centro da cidade e entronização na Avenida 5 de Outubro, em frente ao edifício da Câmara Municipal. Trata-se de um momento solene, de forte sátira, em que os reis receberão as Chaves da Cidade, das mãos do presidente da Câmara Municipal. A partir de então, os destinos de Torres Vedras ficam na mão de Suas Altezas Reais, pessoas muito conhecidas na terra que se distinguem por serem grandes foliões e sempre dois homens por tradição (Ricardo Miranda (rei), e Ricardo Rodrigues (rainha)).
A animação prossegue noite dentro, com a loucura habitual que só conhece quem por cá passa. A partir das 22h30 há Dj´s nos palcos da Praça Machado Santos e na Praça Sagres (Jardins de Santiago).

Sábado, 25 de fevereiro, traz-nos o corso noturno e a realização do Concurso dos Grupos de Mascarados, a partir das 21h00. Um salutar convívio entre cerca de 2 mil mascarados, de mais de 40 grupos, que vão preencher o perímetro do corso e mostrar que, a criatividade aliada à sátira social e política, são o que torna o Carnaval de Torres único e diferente. Quem vence o concurso não é importante, o importante é esta agradável "brincadeira". O Tó'Candar, aquele carro carregado de colunas e com uma banda que toca ao vivo, também sai à rua, fazendo com que a multidão o acompanhe no percurso e dance noite dentro.
Depois do corso há a noite do Carnaval de Torres... aquela que nunca acaba. DJ´S Carnaval no palco da Praça Machado Santos, Praça Sagres e Mercado Municipal.

Família que gosta de "brinquedos e muita brincadeira" vai ao corso diurno de domingo, 26 de fevereiro, a partir das 14h30. Esta é a ocasião para se divertir com os mais novos e perceber porque é que em Torres Vedras todos fazemos parte deste Carnaval. Aqui terá a oportunidade para admirar o notável trabalho de artistas plásticos locais nos carros alegóricos e perder-se com os grupos de mascarados, as bandas de música, os nossos cabeçudos, Zés Pereiras, serpentinas e os tradicionais "cocotes".
O ideal seria "sentir a vibração" do Carnaval de Torres in loco, mas no caso de estar longe pode assistir ao programa da TVI "Somos Portugal", em direto do corso de domingo, das 12h30 às 13h00 e das 14h00 às 20h00.
Todas as noites temos os palcos com Dj's a animar os foliões e o domingo não será exceção.

Segunda-feira, 27 de fevereiro, vem demonstrar que não há idade para se entrar na folia. A partir das 14h30, mais de 800 seniores vão divertir-se na realização do Baile de Máscaras Tradição, na Expotorres. É absolutamente surpreendente verificar a energia destes nossos foliões.
Já a partir das 21h00, terá lugar o Corso Trapalhão que é o que o nome indica. Só terá de vir mascarado ou disfarçado. Neste corso não nos preocupamos com o "parecer", basta "ser". Tirar uns trapinhos velhos do baú e vir para o Carnaval de Torres Vedras faz parte da tradição. Talvez por isso, esta seja a noite da "matrafona" por excelência, com direito a concurso a partir das 23h00. A "matrafona", típica do Carnaval de Torres, não é mais do que um homem vestido de mulher. É que antigamente, quando os homens trabalhavam a terra e as mulheres não podiam sair de casa para se divertir, o mais fácil e prático para mascarar era vestir a roupa da senhora. Assim nasceram as "matrafonas".
Junte-se aos milhares que fazem deste corso uma verdadeira trapalhada!

Terça-feira, 28 de fevereiro, regressamos a partir das 14h30 ao Corso Diurno, com toda a habitual animação. Este é o dia em que os Torrienses vivem "em pleno" o seu Carnaval. Dá-se tudo o que ainda se tem, descarrega-se por completo a bateria... afinal este é o último dia do Carnaval.

1 de março, quarta-feira, acaba-se a brincadeira. A partir das 21h00, realiza-se o Enterro do Entrudo, com aquele ambiente pesaroso e bem carpido que a todos relembra que Carnaval... só para o ano!

Que venham todos ao Carnaval mais português de Portugal porque a vida são dois dias... e o Carnaval de Torres são 6!
De 24 de fevereiro a 1 de março entre connosco nesta grande brincadeira.