Emissão Online Direto ·
18.02.2010

Enterro do Entrudo assinalou ontem à noite o final do Carnaval 010

O S. Pedro deu finalmente tréguas e milhares de pessoas puderam participar no cortejo e assistir ao Enterro do Entrudo, na noite de ontem, quarta-feira.


Sempre com a escolta da Guarda de Honra, com a marcha fúnebre como fundo e os “Lúmbias” na frente do cortejo, centenas de pessoas acompanharam o Rei do Carnaval de Torres, desde a Praça da República ao largo do Tribunal, onde uma multidão aguardava o seu julgamento.


O Juiz, aqui e ali a dar mostras de corrupção, ouviu as testemunhas presentes em Tribunal: uma vendedora ambulante, um steward e uma cigana. As piscinas municipais, a Estrada Nacional 9 e o processo Face Oculta foram alguns dos temas abordados, marcando assim a já habitual sátira social e política que tanto caracteriza o Carnaval de Torres.


No final o Rei teve direito à sua defesa mas o seu destino estava marcado. Depois da sua defesa proferiu um “Viva ao Carnaval de Torres” e a multidão aplaudiu.


Lida a sua sentença, mais do que esperada, o Rei foi executado e no final os milhares de pessoas que presenciaram a cerimónia, assistiram ao fogo de artifício.


O Carnaval de Torres está de regresso no verão em Santa Cruz.